Estamos preparando um novo site, enquanto isso, leia mais sobre a nova marca.

Impulsionando a Sustentabilidade

ESG é mais uma forma de gerar retorno financeiro e reduzir os riscos na empresa.

Compartilhe:


Em nossos dois artigos anteriores abordamos a importância da contabilidade para o ESG. Falamos que as iniciativas ESG (sigla em inglês para boas práticas ambientais, sociais e de governança) devem estar ancoradas em diretrizes claras de conformidade e prudência. Além disso, tais iniciativas devem ser pautadas pela vigilância contínua, tanto internamente pelas empresas, quanto externamente pelos stakeholders. Para isso, torna-se imprescindível um entendimento da maturidade da empresa sobre o tema e não basta a publicação anual de relatórios de sustentabilidade, é necessário criar e cumprir metas de desempenho sustentável.

Ao contrário do que o senso comum pensa, o ESG não é um selo de qualidade, mas uma forma de gerar retorno financeiro e reduzir os riscos atrelados ao desempenho da empresa. Àqueles que visam estabelecer boas práticas ambientais, sociais e de governança no negócio devem internalizá-las no núcleo do negócio, para não corre riscos de não colher frutos dos esforços empreendidos.

Por se tratar de um tema relativamente recente, as empresas enfrentam várias dificuldades para se alinhar às novas práticas, tais como pouco conhecimento do tema, falta de definição estratégica, de normatização, diferentes certificações, comunicação pouco eficaz, pouco engajamento da liderança, questões culturais, dentre outras. Entretanto, essas mesmas entidades são “cobradas” cada vez mais, por sua função social. Essa tendência constitui um novo modelo de capitalismo – o capitalismo regenerativo – orientado para a prosperidade sustentável e não para um modelo de crescimento a qualquer custo. Assim, mercados e clientes estão demandando bens mais sustentáveis e que indiquem o engajamento da marca em questões sociais e ambientais.

Com a publicação dos requisitos gerais para publicação de informações sustentáveis pelo o IFRS¹ ficou claro que em breve as empresas deverão publicar sua governança, estratégia, métricas e gerenciamento de riscos relacionados a ESG. Para integrar essas práticas no dia a dia, as empresas precisam mapear seus processos e relacioná-los com as práticas ESG, identificando sua aderência e possíveis melhorias. A aderência pode ser compilada numa matriz de materialidade que indica a tangibilidade dos objetivos à realidade da empresa e os sintetiza numa visão de curto, médio e longo prazo.

Assim, uma empresa que quer se inserir no ecossistema ESG tem como boas práticas:

·        Avaliar o conhecimento interno do tema e busca-lo de forma constante;

·        Criar uma cultura de sustentabilidade e inovabilidade;

·        Conhecer as iniciativas e ações internas de ESG;

·        Construir sua matriz de materialidade;

·        Definir a estratégia ESG e comunicar de forma eficaz às áreas responsáveis;

·        Criar uma área ou um comitê de sustentabilidade ligado a estratégia do negócio;

·        Priorizar as questões ESG que sejam mais relevantes para o negócio;

·        Definir indicadores: Há várias certificações que podem ajudar na sua construção sendo que do GRI são os mais conhecidos;

·        Definir as metas de curto, médio e longo prazo; 

·        Atrelar a remuneração dos executivos ao atingimento das metas;

·        Assumir compromissos públicos  e divulgar as informações periodicamente;

·        Buscar recursos financeiros para essas iniciativas: há muitas fontes de fomento nacionais e internacionais que podem auxiliar as iniciativas sustentáveis.

Em suma, é necessário um esforço interno de promoção de uma cultura de sustentabilidade. A partir de então, a empresa é capaz de minimizar riscos e elevar o retorno financeiro do empreendimento ao mesmo tempo que melhora o ambiente ao seu entorno. A ABGI pode ajudar sua empresa nesse processo. Nós atuamos na elaboração da estratégia de sustentabilidade, auxiliando as empresas no mapeamento, estruturação de área de inovabilidade e no monitoramento de indicadores relevantes para ESG, contando com uma equipe diversa e de especialistas no tema.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ir para o topo

Contato

Tem alguma dúvida? Estamos aqui para ajudar!

Entre em contato