Estamos preparando um novo site, enquanto isso, leia mais sobre a nova marca.

Lei da Informática: o BDP pode ampliar em até 25% o seu benefício

Possibilidade de ampliar o crédito financeiro, independente da região de atuação ou porte da empresa

Compartilhe:


A Lei da Informática é um incentivo fiscal consolidado no país e utilizado por muitas empresas, onde oferece um crédito financeiro voltado para o setor de automação, telecomunicações e informática.

Entretanto, existe um importante ponto na Lei, um benefício pouco utilizado pelas empresas habilitadas, que se refere a possibilidade de ampliar o crédito financeiro para os produtos que são desenvolvidos e industrializados no país. É um segundo pleito que pode aumentar em até 25% a geração de crédito tributário da empresa. Trata-se do reconhecimento da condição de Bem Desenvolvido no País, o BDP, que agora também é chamado de Tecnologias Desenvolvidas no País.

Como ampliar o crédito financeiro?

Primeiramente, é preciso avaliar os projetos e produtos habilitados na Lei da Informática da sua empresa. Para obter o reconhecimento de produto desenvolvido no país não basta que o produto seja apenas industrializado no Brasil. Suas funcionalidades devem ser concebidas, desenvolvidas e testadas no Brasil, através de equipes e laboratórios localizados em território nacional, entre outros requisitos necessários de comprovação.

Quais os benefícios?

Entre as várias mudanças da Lei da Informática, a partir de 01/04/2020, a lei concedeu crédito financeirosobre:

  • Compensação de tributos administrados pela Receita Federal (Em até 5 anos);
  • Restituição em espécie (pendente regularização);

Que fornecem impacto INDIRETO na redução de custo dos produtos.

É importante ressaltar que existem duas formas de cálculo para o benefício da Lei da Informática, trimestral e anual, porém quando se tem produtos com o BDP, pode-se utilizar apenas o trimestral.

O cálculo do crédito trimestral corresponde ao investimento em PD&I no trimestre anterior multiplicado pelo fator relacionado à localização geográfica da empresa e reconhecimento de produto desenvolvido no país. O impacto será no multiplicador para o cálculo do crédito.

Em outras palavras, quando a empresa possui produtos desenvolvidos no país com a habilitação de BDP, há ainda a oportunidade de maximizar os benefícios por utilizar um multiplicador maior para o cálculo na forma trimestral.

Até 2024, o crédito se apresenta da seguinte forma:

Como obter o BDP?

É necessário requisitar um segundo pleito àquele produto, e atender as condições obrigatórias da Lei da Informática:

  • Cumprir 100% do PPB – Processo Produtivo Básico do produto
  • Envio da declaração de investimento e solicitação de crédito de forma trimestral
  • Possibilidade de utilizar o crédito durante o ano-calendário
  • O crédito trimestral é apurado através da soma dos dispêndios com P&D beneficiáveis multiplicado pelo fator de acordo com a região definido pela Lei 13.969.

A empresa precisa passar por um processo, incluindo:

  • Identificação, onde o pleito deve ser formulado pela empresa que desenvolveu o produto.
  • Descrição do projeto, com as especificações funcionais, requisitos técnicos, normas e padrões aplicáveis, metodologias de desenvolvimento e de testes, do produto.
  • Descrição detalhada das características inovadoras, relacionando as tecnologias próprias e de terceiros utilizadas, apresentando, quando aplicável, os respectivos contratos de transferência ou de licenciamento de tecnologia.
  • Relacionar os integrantes da equipe técnica, com a justificativas de quem concebeu, especificou e executou o projeto de desenvolvimento. Informar cronograma físico e financeiro das atividades de P&DI, identificando os dispêndios efetivamente realizados
  • Descrição da infraestrutura laboratorial utilizada, relacionando os principais equipamentos e programas de computador e indicando suas aplicações no desenvolvimento do produto.
  • Descrição dos serviços técnicos relativos ao desenvolvimento, sendo informado também as referências bibliográficas e anexado a declaração.

A geração do crédito financeiro com o novo multiplicador acontecerá somente após a publicação da portaria concedendo a condição BDP à empresa.

Sua empresa já é habilitada na Lei da Informática e tem produtos desenvolvidos no Brasil? Nós da ABGI podemos analisar o seu uso dentro da lei e identificar um potencial de crescimento do benefício.

E para entender melhor este tema, realizamos um webinar com nossos especialistas em Lei da Informática que apresentaram melhor esta oportunidade. Confira o webinar completo!


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ir para o topo

Contato

Tem alguma dúvida? Estamos aqui para ajudar!

Entre em contato