Estamos preparando um novo site, enquanto isso, leia mais sobre a nova marca.

Oportunidades de fomento à inovação: Onde estão e como captá-las?

Atividades de PD&I e os recursos financeiros são peças fundamentais no crescimento da empresa

Compartilhe:


Atualmente por causa do momento que estamos vivendo, as empresas estão se reinventando e adotando novas formas de trabalho e oferta de serviços. Após a “pandemia” o mundo não será mais o mesmo e as empresas que não inovarem terão sérias dificuldades de sobreviver. A transformação digital, através de soluções que utilizem IoT, inteligência artificial, robotização, aprendizado de máquinas, entre outras, será fundamental para que as empresas venham atualizar e agregar novas ofertas de serviços. Essas transformações só serão possíveis com o desenvolvimento de atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I).

Atividades de PD&I são peças fundamentais para o crescimento de uma empresa, pois possibilitam grandes melhorias de produtos, processos e serviços, conferindo um diferencial de mercado e destaque entre concorrentes. Entretanto, executar PD&I requer grande esforço técnico para obtenção de novos conhecimentos e criação de novos produtos. Este esforço certamente é recompensado futuramente, mas para que uma empresa colha seus frutos é necessário estudo, paciência e, principalmente, recursos financeiros.

Recursos para alavancar a inovação

Recursos financeiros que são utilizados para executar atividades de PD&I não devem ser encarados como dispêndios ou gastos, mas sim como investimento. Com essa mentalidade, é possível conceber inovações que beneficiam não apenas a empresa, mas toda uma sociedade. Partindo desse pressuposto, se engana quem pensa que apenas o capital da empresa deve ser utilizado para arcar com os investimentos necessários para concepção de um projeto inovador.

Como as inovações trazem inúmeros benefícios para a sociedade, diversos órgãos públicos e privados realizam investimentos em projetos de PD&I. O seu número e diversidade são tão grandes que as empresas têm dificuldade de identificar e captar estes recursos para auxiliá-las no aporte de seus projetos.

Onde está o fomento à inovação?

Observando especificamente o Brasil, idealmente, separamos os recursos disponíveis em três grandes clusters:

  • apoio financeiro direto (composto por capital que é injetado diretamente na empresa para aporte de seus projetos);
  • apoio financeiro indireto (formado por incentivos fiscais de diversos setores e investimentos obrigatórios em fundos de inovação); e
  • recursos diversos (compostos por recursos em infraestrutura e outros bens/serviços, sem o investimento direto ou indireto de capital).

Quando combinadas, os três clusters geram o que chamamos de Mapa de Fomento.

Mapa de Fomento à Inovação 2
Fonte: ABGI

Qual o melhor recurso?

Outra dificuldade das empresas que desejam captar recursos para inovação é identificar a melhor fonte de fomento aplicável ao cenário atual da empresa e ao tipo de projeto a ser desenvolvido. Naturalmente, o primeiro tipo de incentivo requisitado é o não-reembolsável.

Porém, por mais que este tipo de recurso seja atrativo, existe uma série de requisitos e procedimentos que podem impedir uma empresa de utilizar este tipo de recurso. Este cenário se aplica, por exemplo, a projetos que necessitam de início imediato, ou de empresas que não consigam fornecer uma contrapartida mínima para angariar o recurso.

Os recursos reembolsáveis podem ser uma boa opção para os casos mencionados anteriormente, pois apresentam maior agilidade na liberação do recurso, prazos de financiamento longos e maior volume de recursos disponíveis. A identificação das oportunidades que mais se adequam à sua empresa é completamente personalizada. Para auxiliar as empresas na análise dos recursos disponíveis e no portifólio de projetos de inovação a serem desenvolvidos, a ABGI realiza a análise das oportunidades que mais se adequam à sua realidade e necessidade.

Outros tipos de recursos, como os incentivos fiscais, auxiliam as empresas de maneira indireta a fomentar projetos de P&D. Atualmente no Brasil possuímos um importante instrumento de fomento à inovação, a Lei do Bem, que permite a redução da carga tributária de empresas de qualquer setor produtivo.

Porém, existem incentivos fiscais setoriais, que podem ser utilizados para potencializar os recursos disponíveis para pesquisa e desenvolvimento. Atualmente, os dois maiores programas disponíveis são o Rota 2030 (setor automotivo e de autopeças), e a Lei de Informática (setor de tecnologia da informação e comunicação).

Operacionalização

Todos esses recursos disponíveis partem do pressuposto que a empresa já possua um corpo técnico qualificado e um projeto de inovação definido para execução. Por vezes, este não é o cenário que a sua empresa se encontra.

Esses fatores não são impeditivos para realizar projetos de inovação e nem para a captação de recursos. Caso sua empresa possua uma ideia, ou desafios tecnológicos que soluções de mercado não são capazes de resolver, existem Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs) para auxiliar no desenvolvimento dessas inovações.

A BRISA – Sociedade para o Desenvolvimento da Tecnologia da Informação, por exemplo, é uma ICT que atua no desenvolvimento de projetos de PD&I e possui expertise para desenvolver e implementar soluções para a transformação digital (IoT, robotização, aprendizado de máquina, inteligência artificial, entre outras) através de soluções inovadoras de softwares multiplataforma, com centenas de cases de sucesso, inclusive no âmbito da Lei de Informática. Conheça nossas áreas de atuação abaixo.

Fonte: BRISA

A BRISA está credenciada no MCTIC (Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações) e na ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) para desenvolver projetos de PD&I.

Não fique fora desse novo momento para implementar novos processos, produtos e serviços que permitam alavancar a sua empresa. Não permita que um projeto inovador seja esquecido ou não priorizado por falta de recursos e capacidade técnica. Todas as ferramentas para fomentar novos processos, produtos e serviços na sua empresa estão disponíveis, e nós da ABGI e da BRISA podemos auxiliar a identificá-los e executá-los, entre em contato conosco.

A Lei do bem como estratégia de fortalecimento da inovação nas empresas 3

Aline Iori – Sr. Business & Innovation Manager da ABGI

contato@brasil.abgi-group.com

+ 55 11 2657.7441

Vicente Landim de Macêdo Filho – Diretor de PD&I da BRISA

brisa@brisabr.com.br

+ 55 21 3578.5570


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ir para o topo

Contato

Tem alguma dúvida? Estamos aqui para ajudar!

Entre em contato