Estamos preparando um novo site, enquanto isso, leia mais sobre a nova marca.

Roteiro BDMG: Passo a passo dos programas de inovação

Trouxemos informações das condições de acesso e a estratégia de fomento do BDMG.

Compartilhe:


A ABGI realizou uma entrevista com a equipe do BDMG, com objetivo de trazer maiores informações sobre os programas de financiamento à inovação em Minas Gerais, as condições de acesso e a estratégia de fomento do banco. Veja quais são as oportunidades de fomento para as atividades de inovação para sua empresa.

O que é inovação para o BDMG?

O conceito de inovação é dado pelo escopo de cada linha de financiamento.

Há linhas para projetos inovadores que requerem o desenvolvimento de algo novo, sem similar no mercado mineiro, com desafios e riscos tecnológicos. Nestes casos, deve haver geração de conhecimento próprio, mesmo que compartilhado.

Existem também linhas para empresas inovadoras. Nestes casos, desde que a empresa tenha histórico em inovação, comprovado por requisitos previamente estabelecidos pelas linhas, pode solicitar o financiamento, independentemente de haver uma entrega inovadora associada ao projeto, que podem ser financiadas inovações incrementais assim como entregas relacionadas a novas aplicações para tecnologias já existentes, projetos de melhoria ou novas funcionalidades, integração e escalonamento de soluções tecnológicas, etc.

Dentro da estratégia de inovação do BDMG, quais são as áreas prioritárias a serem apoiadas? Quais as diretrizes para definição destas áreas?

Não há setores eleitos. Havendo inovação, qualquer empresa poderá solicitar o enquadramento nas linhas de financiamento para inovação, independente do setor de atuação, aplicação do projeto e porte.

Quais oportunidades as micro e pequenas empresas têm para buscar credito no BDMG? E as médias e grandes?

São passíveis de financiamento projetos de investimentos para desenvolvimento de novas soluções, produtos, processos ou serviços ainda não existentes no mercado mineiro, como também melhorias e novas funcionalidades relacionadas a projetos inovadores anteriores. Neste último caso, a partir de critérios objetivos, é possível atestar o histórico inovador do cliente, através da participação em programas de apoio à inovação, registro de propriedade intelectual, residência em incubadoras de base tecnológica ou parques tecnológicos, dentre outros.

As linhas de financiamento para inovação têm custos subsidiados que variam entre 6,5% a.a. e 15%a.a., com maior incentivo no caso de projetos inovadores. Os prazos podem chegar a 120 meses, com até 48 meses de carência. Além disso, os itens financiáveis abrangem gastos com folha de pagamento, caracterizada pela equipe de P&D do projeto. Este é o grande diferencial dessas linhas já que estes gastos são considerados capital de giro em financiamentos tradicionais. Dessa forma, desde que seja essencial ao desenvolvimento do projeto, é possível financiar grande parte dos itens de investimento.

Quem pode solicitar o Inovacred?

Podem solicitar a linha FINEP Inovacred, empresas de qualquer setor de atuação com faturamento até R$90milhões/ano. No caso de haver grupo econômico, será considerada somente a empresa que estiver solicitando o financiamento, podendo solicitar o financiamento desde que a empresa isoladamente tiver faturamento inferior a R$90milhões/ano.

Quais as regras principais para o Inovacred? Qual o limite de financiamento, taxas de juros final, prazo e carência?

Para enquadramento na linha FINEP Inovacred, é necessário a apresentação do projeto, em formulários próprios disponíveis no site do BDMG (https://www.bdmg.mg.gov.br/Negocios/Paginas/Inovacao.aspx), para apreciação da Comissão de Inovação.

As taxas variam de acordo com o porte, sendo TJLP para empresas que faturam até R$16milhões/ano, e TJLP+1 para clientes que faturam entre R$16 e R$90milhões. O prazo de carência é de 24 meses, com até 72 meses de amortização, totalizando 96 meses.

Quais atividades de inovação podem ser consideradas no Inovacred?

O projeto deve resultar em novos produtos, processos, serviços ou modelos de negócios, considerando o mercado mineiro.

Quais gastos com as atividades de inovação podem ser considerados no Inovacred?

Desde que essenciais ao desenvolvimento do projeto, os itens financiáveis abrangem quase todo tipo de necessidade: Mão de obra da equipe de P&D, máquinas, instalações, obras, intangíveis, patentes, serviços especializados, gastos com teste e certificações, etc. Não é possível financiar capital de giro. A análise será de acordo com o objetivo do projeto.

Quem pode solicitar o Pro-inovação?

Podem solicitar a Pro-Inovação empresas de qualquer porte e setor de atuação. Não há restrição para grupos econômicos.

Quais as regras principais para o Pro-inovação? Qual o limite de financiamento, taxas de juros final, prazo e carência?

Para enquadramento na linha Pró-Inovação, é necessário a apresentação do projeto, em formulários próprios disponíveis no site do BDMG (https://www.bdmg.mg.gov.br/Negocios/Paginas/Inovacao.aspx), para apreciação pelo Comitê de Inovação. O projeto deve apresentar riscos e desafios de execução e inexistência de concorrentes com soluções similares em Minas Gerais.

A taxa é máxima e fixa em 8% a.a., tendo piso em Selic. Desta forma, considerando a Selic atual, o custo está em 6,5% fixo a.a., independente do porte. O prazo de carência é de 18 meses, com prazo máximo de 60 meses, considerando o prazo de amortização que para a carência máxima será de 42 meses.

Quais atividades de inovação podem ser consideradas no Pro-inovação?

São passíveis de enquadramento os projetos de investimento que resultem em novos produtos, processos, serviços ou modelos de negócios, considerando o mercado mineiro. Deve haver geração de conhecimento próprio, mesmo que compartilhado, com desafios de desenvolvimento e conteúdo tecnológico.

Quais gastos com as atividades de inovação podem ser considerados no Pro-inovação?

Desde que essenciais ao desenvolvimento do projeto, os itens financiáveis abrangem quase todo tipo de necessidade: Mão de obra da equipe de P&D, máquinas, instalações, obras, intangíveis, patentes, serviços especializados, gastos com teste e certificações, etc. Nesta linha é permito até 30% do valor do projeto em capital de giro.

Quem pode solicitar o MPME Inovadora?

Podem solicitar a linha BNDES MPME Inovadora, empresas de qualquer setor de atuação com faturamento até R$90milhões/ano. No caso de haver grupo econômico, será considerada a receita de todas as empresas do grupo, devendo o total atender ao mesmo limite máximo de faturamento.

Quais as regras principais para o MPME Inovadora? Qual o limite de financiamento, taxas de juros final, prazo e carência?

Podem ser financiadas inovações incrementais assim como entregas relacionadas a novas aplicações para tecnologias já existentes, projetos de melhoria ou novas funcionalidades, integração e escalonamento de soluções tecnológicas, etc.

As taxas variam de acordo com o risco do projeto, sendo composta por TLP somada ao spread do BNDES e do agente financeiro. O prazo de carência é de até 48 meses, com até 72 meses de amortização, totalizando 120 meses.

Quais atividades de inovação podem ser consideradas no MPME Inovadora?

São passíveis de enquadramento os projetos de investimento para desenvolvimento, aperfeiçoamento, melhorias e modernização. Pode haver o desenvolvimento compartilhado, compra de tecnologia e acordos

Quais gastos com as atividades de inovação podem ser considerados no MPME Inovadora?

Desde que essenciais ao desenvolvimento do projeto, os itens financiáveis abrangem quase todo tipo de necessidade: Mão de obra da equipe de P&D, maquinas, instalações, obras, intangíveis, patentes, serviços especializados, gastos com teste e certificações, etc. Nesta linha é permitido até 30% dos investimentos fixos em capital de giro. Vale destacar que é possível também o financiamento de atividades de marketing, participação em feiras e lançamento de produtos/serviços. Há restrição para equipamentos importados ou nacionais sem código FINAME.

Quais documentações exigidas e que a empresa deve estar em dia para acesso aos programas de financiameto?

As empresas devem estar regulares com as Receitas Estadual e Federal assim com a área ambiental, sendo solicitas as devidas certidões e licenças, se for o caso. A documentação para o financiamento será definida de acordo com a linha de financiamento e valor da operação.

Para os programas citados, em média quanto tempo as empresas conseguem captar os recursos desejáveis, considerando o processo de apresentação do projeto e liberação do crédito?

O prazo médio de análise, contratação e liberação do crédito é de 90 dias, sendo variável para cada projeto em função de valor, complexidade do projeto, estruturação de garantias e, principalmente, pela qualidade das informações enviadas pelo cliente. Este prazo inicia após o enquadramento do projeto.

Qual o diferencial o BDMG dispõe, em relação a outros instrumentos de apoio a inovação do país?

O BDMG conta com uma equipe com expertise na operação das linhas de financiamento considerando os repassadores (FINEP, FAPEMIG e BNDES) suas especificidades no processo de crédito. Até o momento, nenhuma operação enquadrada pelo BDMG foi questionada pelos repassadores. O processo de análise de crédito é realizado com a participação do cliente, podendo haver ajustes antes da contratação do crédito.

O BDMG também conta com gerentes de negócios para orientação da aplicação da proposta do cliente nas Comissões de enquadramento.

Existe alguma condição para empresas isoladas que tenha o faturamento adequado, mas que pertencem a grandes Grupos Econômicos?

Empresas pertencentes a grupos econômicos, mas que tenham faturamento individual de até R$90milhões/ano podem solicitar a linha FINEP Inovacred já que a regra dessa linha considera apenas a empresa que está solicitando o crédito.

Existe a possibilidade de uma empresa utilizar um programa de financiamento para cobrir contrapartida de um outro programa? Qual programa possibilita essa estratégia e como pode ser feita?

Há a possibilidade de utilização das linhas de financiamento para a contrapartida de projetos apoiados por outros Programas de Inovação, sendo considerado caso a caso, tendo em vista as características de cada Programa.

Como o apoio às startups inovadoras é visto na estratégia de fomento à inovação do BDMG? Qual dos três programas se adequa?

Não há impedimentos para financiamento de startups desde que estejam em nível de maturidade para inserção de suas soluções no mercado e consequente previsão de geração de receitas, podendo ser solicitada qualquer uma das linhas de financiamento, considerando o escopo de cada uma.

O BDMG também atua como investidor em alguns FIPs (Fundos de Investimento em Participações), que buscam empresas inovadoras e com elevado potencial de crescimento para integrarem sua carteira de investidas. Embora, neste caso, a avaliação e a seleção das empresas para investimento seja realizada pelo gestor responsável pelo Fundo, o BDMG pode orientá-lo como apresentar a sua empresa para a avaliação e colocá-lo em contato com estes gestores.

Algum dos programas pode ser utilizado para viabilizar a parceria das grandes empresas e das startups inovadoras? Como?

Todos as linhas de financiamentos podem ser solicitadas, respeitadas as restrições de porte e limites das linhas. O que vai definir qual linha é mais adequada será o projeto. No caso do crédito ser solicitado pela startup, será feita a análise considerando o mercado potencial sinalizado pela grande empresa ou empresa ancora do Programa.

Precisa de ajuda ou tem interesse em acessar algum as oportunidades listadas nessa entrevista? Entre em contato para saber como a ABGI pode apoiar a sua empresa na estratégia de acesso as fontes de fomento. Nossa equipe está preparada para te atender e adequar a sua necessidade.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Ir para o topo

Contato

Tem alguma dúvida? Estamos aqui para ajudar!

Entre em contato